Afinal, como é feito o conserto do zinabre na bateria?

    Facebook - Comentários

    Compartilhe

    Sumário

    O zinabre na bateria é um problema relativamente comum e causa dor de cabeça em muita gente, já que pode ocasionar danos na peça e no restante do seu veículo. Mas você sabe o que está por trás dele?

    Neste texto, veremos quais são as causas desse problema e como é possível solucioná-lo. Além disso, explicaremos algumas das consequências que ele pode causar aos veículos. Ficou curioso? Então continue a leitura para conferir!

    O que é o zinabre na bateria?

    Chamamos de zinabre uma camada de pó de cor esverdeada que costuma aparecer em volta da tampa da bateria. Basicamente, isso surge por conta da oxidação das ligas metálicas, como cobre, bronze e latão — materiais dos quais são feitas as baterias automotivas.

    Essa oxidação acontece quanto os compostos ficam expostos ao ar úmido. Por isso, o zinabre é mais frequente no inverno, principalmente em locais onde as temperaturas ficam mais baixas, como no sul e no sudeste do Brasil.

    Como resolver esse problema?

    Para fazer o reparo da bateria, é necessário realizar a limpeza dos bornes (ou contatos). O primeiro passo é retirar o terminal ligado ao borne, utilizando uma chave de fenda do tamanho ideal. Depois, limpe ambas as peças com uma escova de aço feita especialmente para isso — que tem um espaço para fazer a higiene do borne e outra bucha para a limpeza do terminal. Passe um pano seco para retirar o restante do pó.

    Caso a limpeza apenas com essa ferramenta não seja efetiva, você também pode deixar o terminal de molho em um pouco de amônia (é importante que ele esteja desconectado da bateria) por 10 ou 15 minutos. Após esse tempo, lave bem toda a peça e espere até que ela seque completamente antes de conectá-la de novo à bateria do automóvel.

    Quanto à lavagem do borne e da parte externa da peça, você pode utilizar bicarbonato de sódio diluído em água. Basta molhar um pincel nessa solução e esfregá-lo em todas as partes onde há zinabre ou outro tipo de sujeira.

    Fique atento, no entanto, para não deixar que resíduos de água ou bicarbonato entrem em contato com a parte superior da peça. Se isso acontecer, os componentes poderão reagir e tornar a bateria inutilizável.

    Qual é o perigo de haver zinabre na bateria?

    Quando essa limpeza não é feita na frequência ideal, o zinabre na bateria causa dificuldades na transferência de energia entre ela e o veículo. Isso pode provocar desde problemas na hora de dar partida no carro até o superaquecimento e a perda total da bateria.

    Por isso, é essencial ter atenção constante nessa peça do veículo, bem como de toda a parte elétrica. Procure realizar a higiene da bateria a cada 6 meses, e retire superficialmente o zinabre sempre que ele estiver acumulado em uma quantidade considerável. Com estes cuidados e as dicas que vimos aqui, o seu carro está protegido!

    E aí, gostou do nosso conteúdo? Então aproveite para compartilhá-lo nas redes sociais e ajudar os seus amigos que também podem ter com problemas com zinabre na bateria dos seus automóveis!

    Facebook - Comentários

    Compartilhe