Conheça os 3 principais riscos do uso do celular no trânsito!

    Facebook - Comentários

    Compartilhe

    Sumário

    O dado é preocupante. A cada 12 minutos, uma pessoa morre em razão de um acidente nas estradas brasileiras. Por ano, são 37 mil mortes e 180 mil feridos. Entre as principais causas, está a imprudência dos motoristas, como a utilização do celular no trânsito.

    Apesar de todas as facilidades que a tecnologia traz na mobilidade urbana, dirigir falando ou manuseando o aparelho é um grande risco tanto para a sua vida quanto dos demais ocupantes.

    Com o objetivo de conscientizar mais pessoas a agir com consciência, vamos mostrar 3 riscos existentes quando o celular divide a atenção dos motoristas, seja nas ruas ou rodovias.

    1. O aumento da probabilidade de acidentes

    O primeiro item é óbvio. Quando uma pessoa está dirigindo, a atenção precisa estar totalmente concentrada em tudo que esteja acontecendo ao redor, inclusive por meio da direção defensiva, prevendo o que outros motoristas possam fazer.

    Assim, ao falar ou enviar mensagens pelo celular, você ficará desatento, podendo aumentar o risco de colisões, principalmente as traseiras, quando o trânsito para na via.

    Além disso, ficar inserindo endereços em aplicativos ou falando no viva voz com o carro em movimento, também aumenta o risco de acidentes. Portanto, aja com consciência e pare seu veículo em um lugar seguro quando for necessário utilizar o celular no trânsito.

    2. As multas

    Com o reajuste na tabela de multas promovido em 2017, os motoristas que não andam de acordo com a lei estão sujeitos a penalidades bem salgadas.

    Dirigir falando ou manuseando o celular, por exemplo, a infração é considerada gravíssima. Além dos 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o condutor terá que arcar com uma multa de R$ 293,47.

    Dessa maneira, fique sempre alerta quanto ao risco de cometer a imprudência, pois se atingir 20 pontos na CNH, a sua carteira será suspensa, com inúmeros danos tanto no aspecto profissional quanto pessoal.

    3. A desatenção

    Pesquisa da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) aponta que os motoristas levam de 8 a 9 segundos para atender a uma chamada. O cálculo leva em consideração alguns fatores, como ouvir a chamada, localizar o aparelho no carro, pegá-lo, desbloqueá-lo e atendê-lo.

    Dessa forma, são inúmeros os aspectos que podem gerar desatenções, ou seja, caso alguém pare na sua frente nessa hora, dificilmente o seu reflexo será capaz de brecar o veículo antes que a colisão aconteça.

    Já quem é adepto de enviar mensagens dirigindo, o estudo demonstra uma situação ainda mais preocupante: os motoristas gastam de 20 a 23 segundos em tal atividade, ou seja, se uma pedra ou pedestre surgirem em seu caminho, como será a sua reação?

    Após observar que celular e volante não são boas companhias, inicie um processo de reeducação em sua vida. Isso porque milhares de brasileiros desrespeitam a lei, colocando suas vidas em risco. Lembre-se: dirigir com responsabilidade é uma atitude que contribui para a melhora na qualidade de vida!

    Você conhece muita gente que dirige falando ao celular no trânsito? Então compartilhe esse post em suas redes sociais e ajude os infratores a mudar de comportamento!

    Facebook - Comentários

    Compartilhe