Qual o segredo para identificar peças automotivas falsas?

    Powered by Rock Convert
    Facebook - Comentários

    Powered by Rock Convert
    Compartilhe
    Powered by Rock Convert

    Gabriel acabou tendo problemas com o seu carro e precisou comprar novas peças para que o reparo pudesse ser feito. Ele decidiu guiar-se apenas pelo preço na hora de escolhê-las, e meses depois, sua escolha resultou em uma nova ida ao mecânico, pois os modelos comprados eram de péssima qualidade e não duraram muito.

    Essa história lhe é familiar? No texto de hoje, ensinaremos a não cometer o mesmo erro que Gabriel — e tantos outros por aí —, evitando comprar peças automotivas falsas e escolher produtos de qualidade que farão você economizar na hora do concerto. Vamos lá?

    Quais riscos estou correndo ao comprar peças automotivas falsas?

    Fazer com que o seu carro volte a ter problemas mais rapidamente é apenas uma das consequências de usar componentes falsos no seu automóvel. Além disso, essas falhas mecânicas podem causar acidentes leves até graves, o que pode custar a sua vida, a dos passageiros e demais pessoas que estejam ao redor.

    Peças falsas se desgastam muito rapidamente em comparação aos modelos originais. Ao fazer as contas, o valor usado para comprar produtos inferiores pode ficar até maior do que comprar uma única peça mais cara, já que você precisará trocá-la com muito mais frequência.

    Por último, existem ainda problemas com a seguradora. Caso você se envolva em algum acidente, a seguradora responsável fará uma vistoria completa no carro para só então arcar com os custos cobertos pela apólice.

    Entretanto, caso sejam encontrados indícios de que o acidente foi causado por uma modelo falsificado, a chance de você ser indenizado é quase nulas, ou seja, o barato sairá muito caro.

    Como identificar uma peça automotiva falsa?

    Felizmente, existem formas de descobrir se um componente é falsificado ou original. Ao fazer essa escolha consciente, você economizará a longo prazo e ainda auxiliará para que a vida útil do seu carro seja prolongada.

    Procure por certificados

    Modelos originais possuem certificações e selos providos pelos institutos regulamentadores de peças automotivas. Por aqui, temos o Centro de Experimentação e Segurança Viária (CESVI) e o Instituto da Qualidade Automotiva (IQA). Caso não encontre nenhumas das duas certificações no componente escolhido, considere comprar em outro local.

    Faça uma inspeção visual

    Muitas peças falsificadas possuem mau acabamento, podendo ser facilmente reconhecidas, caso o condutor tenha um pouco mais de atenção na hora de comprar o componente. Marcas de adulteração ou problemas de impressão fazem com que a falsificação fique ainda mais evidente.

    Procure pelo número de série

    Os modelos originais contam com um número de série emitido e impresso na hora da sua produção pelas fábricas. Procure por ele em algum lugar na superfície da peça, e caso encontre, compare-o com outro número encontrado em outro produto, mas do mesmo fornecedor, já que esse número é único e exclusivo de cada modelo.

    E aí, agora ficou fácil se livrar de golpes das peças automotivas falsas, né? Por mais que as originais sejam um pouco mais caras, o investimento vale a pena, já que duram bem mais e garantem a sua segurança e a da sua família.

    Gostou do texto? Então confira este outro post que explicamos quando trocar as pastilhas de freio do seu automóvel!

    Facebook - Comentários

    Powered by Rock Convert
    Compartilhe