Saiba como dirigir com mais calma e ter paciência no trânsito!

    Facebook - Comentários

    Compartilhe

    Sumário

    Caso você seja cidadão de uma grande metrópole brasileira, provavelmente já precisou lidar com um trânsito caótico e congestionado. Quem sabe tenha até passado por uma crise de estresse, justificada pelo nosso trânsito hostil.

    Porém, é exatamente aí que encontramos o maior desafio a todos os motoristas do mundo contemporâneo: como dirigir com mais calma? Se você já pensou nisso ou está se perguntando agora, anime-se!

    Elaboramos este post pensando nesse dilema comum a todos nós, motoristas dos caóticos e aglomerados centros urbanos. Então, confira agora como aliar a prudência, a tolerância e a paciência em uma grande virtude, transformando-se em um motorista da mais alta responsabilidade!

    Como dirigir com mais calma adotando 4 ideais?

    Sim, a melhor maneira de compilar a conduta ideal de um motorista é elencar uma lista, composta pelas melhores posturas que caracterizam um excelente condutor. Confira:

    1. Não combine ansiedade com direção

    Quando estamos ansiosos, estressados ou mesmo fora de nossas faculdades mentais, nosso julgamento fica nublado, impedindo a tomada de decisões de maneira prudente. Portanto, sempre que possível, antes de dar a partida e seguir com o seu veículo:

    • respire profundamente;
    • limpe a cabeça das atribulações do dia.

    Pode parecer simplista, mas se todos os condutores do país saíssem de suas garagens desanuviados, conscientes e tranquilos, as estatísticas de transgressões no trânsito cairiam drasticamente.

    2. Mantenha o seu humor equilibrado

    Definitivamente, o volante e as alterações extremas de humor não combinam. Fatalidades podem acontecer tanto pela selvageria e raiva de uma briga de trânsito quanto pela alegre gargalhada causada por uma distração.

    Isso posto, mantenha-se em equilíbrio. Escute músicas que lhe proporcionem um estado de humor mais calmo, enquanto você continua a conduzir atentamente.

    3. Lembre-se de que o bom senso é a raiz das decisões acertadas

    Convenhamos: vale a pena abrir o vidro do seu carro para fazer um comentário inescrupuloso sobre a mãe alheia? Vale mesmo? Nunca permita que as falhas morais de terceiros lhe contaminem.

    Você tomou uma fechada ou sofreu qualquer outra intransigência do gênero? Faz parte — basta ignorar e seguir a sua vida! Em situações em que haja danificação de componentes, tente gravar mentalmente a placa e, sendo possível, estacione em um local adequado.

    Anote a placa em um bloco de notas ou celular, adicionando detalhes como horário e localidade do evento. Com isso, redija um boletim de ocorrência eletrônico e acompanhe o desenrolar da situação.

    Acredite: é melhor resolver as coisas dessa maneira unilateral e discreta do que empreender uma caçada perigosa, rompendo leis de trânsito, expondo você e terceiros em risco, para confrontar um desconhecido que, para todos os efeitos, pode ser a pior pessoa do planeta.

    4. Planeje-se para viabilizar o sucesso

    Todo objetivo é mais facilmente alcançado mediante planejamento. Portanto, defina uma meta dentro dos seguintes parâmetros:

    • destino: empresa, casa, universidade etc.;
    • modo: rapidamente, seguramente e tranquilamente.

    Pronto! Defina aonde você quer ir, priorizando como quer chegar lá. Quanto a isso, inclusive, saber os seus gatilhos de estresse é fundamental para aprender como evitá-los.

    Você fica ansioso indo por um atalho perigoso? Opte pela rota segura e mais demorada. Fica estressado ao congestionar nas grandes avenidas? Sujeite-se ao risco de um atalho em zonas de menor policiamento.

    O ideal é procurar sempre aliar as três qualidades de modo, mas entenda que nem sempre isso será possível. O ponto é: planejando uma rota, você se prepara psicologicamente aos desafios dela com antecedência, diminuindo o estresse momentâneo causado por uma situação inesperada.

    Enfim, depois de conferir estas dicas, dirigir com mais calma não será mais um dilema para você!

    Então, gostou do post? Aproveite agora para compartilhar este conteúdo nas suas redes sociais, fazendo com que os seus amigos também se tornem motoristas mais calmos e conscientes!

    Facebook - Comentários

    Compartilhe