Saiba como fazer o transporte de produtos perigosos

    Facebook - Comentários

    Compartilhe

    É uma atitude rotineira na vida de qualquer caminhoneiro sempre se prevenir contra acidentes e garantir a sua segurança, a do caminhão e da carga transportada. Entretanto, ao realizar o transporte de produtos perigosos, é preciso ter ainda mais precaução, pois eles exigem prevenções especiais e o cumprimento de regulamentos específicos.

    Logo, é crucial entender as especificidades do transporte de produtos perigosos e como você deve transportá-los. Quer saber mais? Então, continue a leitura!

    O que são os produtos perigosos?

    É um produto perigoso toda substância que apresente algum tipo de risco ao meio ambiente, à saúde da população ou à segurança pública, não importando se surgiu de maneira natural ou artificial. 

    Por medida de segurança, eles são classificados por classes de risco, de acordo com sua natureza e com os tipos de danos que podem causar. Veja as categorias:

    • explosivos;
    • gases;
    • líquidos inflamáveis;
    • sólidos inflamáveis;
    • substâncias oxidantes;
    • substâncias tóxicas e infectantes;
    • material radioativo;
    • corrosivos;
    • substâncias e artigos perigosos diversos que não se englobam nas outras categorias.

    Cada classe recebe um número (que segue a ordem acima), que está presente nos rótulos de segurança e que deve ser fixado nas embalagens e nos veículos que fazem o transporte de produtos perigosos. Essas medidas são fundamentais para que ninguém entre em contato com as cargas perigosas sem conhecer a natureza do produto.

    Quais as novas regras que buscam mais segurança?

    Em 2017, algumas regras referentes ao transporte de produtos perigosos sofreram algumas modificações, quando entrou em vigor a resolução nº 5.232, que traz atualizações relacionadas à embalagem, à sinalização, à operação de transporte e ao transporte em quantidade limitada.

    Na nova resolução, são identificados mais de 3 mil produtos que podem oferecer riscos à saúde ou ao meio ambiente. Anteriormente, apenas 90 substâncias eram sinalizadas. Sendo assim, o objetivo das novas regras é tornar o transporte desse tipo de mercadoria mais seguro e organizado.

    Quais os cuidados necessários no transporte de produtos perigosos?

    Além de seguir as regulamentações, também é necessário fazer sua parte na hora de transportar materiais de risco de maneira cuidadosa. Confira algumas dicas!

    Preste muita atenção

    É preciso estar sempre atento em qualquer viagem, mas isso deve ser ainda mais agravado quando falamos de cargas perigosas. Dessa forma, ao dirigir, seja extremamente cauteloso e jamais realize manobras arriscadas e, se sentir cansaço ou mal-estar, pare imediatamente o veículo.

    Lembre-se de que esse tipo de transporte exige ainda mais responsabilidade e prudência. Por isso, a direção defensiva deve ser colocada como prioridade, tornando previsível todo e qualquer tipo de situação que possa colocar em risco a sua saúde ou a saúde de terceiros.

    Cuide do seu caminhão

    Ao realizar esse tipo de transporte, os condutores devem estar atentos a alguns aspectos, como:

    • condição dos pneus, dos freios e da iluminação;
    • existência de vazamento;
    • posicionamento da carga;
    • sinalização adequada;
    • revisão em dia.

    Quando falamos de transporte de produtos perigosos, quaisquer irregularidades ou desgastes em alguma peça do motor podem resultar em um acidente gravíssimo. Portanto, é recomendável que seja feita a manutenção do caminhão e que o transporte seja realizado apenas se ele estiver em perfeitas condições.

    Gostou do conteúdo e quer continuar por dentro das novidades do universo automotivo? Então, aproveite para seguir nossas páginas nas redes sociais! Estamos no Facebook, no Instagram e no YouTube.

    Facebook - Comentários

    Compartilhe